Alemanha: Pastor diz que “Deus é queer” em evento pró-LGBTQ+ e minorias

Destaques Mensagens


Um pastor chamado Quinton Ceasar disse que “Deus é queer” durante uma pregação no Congresso da Igreja Protestante Alemã em Nuremberg, na Alemanha, quando defendia minorias.

O vídeo da declaração do pastor Quinton Ceasar está se tornando viral e causando indignação naqueles que entendem os perigos da teoria queer, que vai contra os ensinamentos cristãos.

Diante de uma multidão de 20.000 pessoas, o pregador disse: “Somos todos a última geração. Agora é a hora de dizer que vidas negras sempre importam. Agora é a hora de dizer que Deus é queer”.

Igreja Protestante Alemã faz parte da Igreja Luterana, instituição que há tempos tem abraçado causas sociais como o ativismo LGBTQ+.

Apesar dessa referência, cristãos conservadores alemães se colocaram contra o discurso vergonhoso do pastor. Entre eles, o parlamentar Jürgen Braun, do partido Alternativa para a Alemanha (AfD). Para ele, a fala do religioso foi “uma piada triste e estúpida” e que chamar Deus de “queer” costumava ser uma blasfêmia em tempos anteriores.

Braun, inclusive, vai expor a perda acelerada de fiéis da igreja protestante na Alemanha e culpar essa proximidade entre a religião e a agenda progressista:  “Quase 5 milhões de fiéis viraram as costas para a Igreja Protestante nos últimos 20 anos e o número cresce a cada dia. Além do arco-íris exagerado e da propaganda LGBTQ, a igreja recentemente expressou abertamente solidariedade com os adesivos climáticos radicais da última geração”.

Exibir Gospel / Leiliane Lopes

Comentários