André Valadão responde denúncia de deputada trans: “Não sou homofóbico”

Destaques Mensagens


O pastor André Valadão explicou aos seus seguidores que não foi homofóbico em sua pregação com o título “Deus odeia o orgulho”. Por se referir ao mês do Orgulho LGBT, o líder da Igreja Lagoinha Global foi denunciado ao Ministério Público por homotransfobia pela deputada trans Erika Hilton (PSOL-SP).

Ao ser questionado sobre a denúncia, André se posicionou a favor da verdade bíblica e explicou que não há crime no que ele disse.

“Não tem homofobia na minha fala. Eu estou lendo a Bíblia, sou um cristão evangélico e leio pra minha igreja aquilo que nós acreditamos dentro da Palavra de Deus”, disse ele.

E continuou: “Em nenhum momentou eu falei que é pra odiar o homossexual, perseguir o homossexual. Não existiu e nem vai existir na fala de um cristão desejar o mal para uma pessoa”.

Desde o último domingo (4), quando a pregação foi divulgada, o pastor passou a ser alvo de ataques da comunidade LGBT. Muitas pessoas se levantaram para dizer que pregar a Bíblia é praticar a homofobia, como foi o caso da parlamentar.

Assista:https://www.instagram.com/p/CtM30xIp5-3/

Exibir Gospel / Leiliane Lopes



Comentários