Brasileiros podem ficar sem plano de saúde devido a SUPER REAJUSTE

Notícias


Embora o Brasil possua um sistema público de saúde por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), muitos cidadãos brasileiros ainda optam por serviços privados de saúde. E a procura por estes planos, está cada vez maior. De acordo com um levantamento feito no ano passado, por volta de 49 milhões de brasileiros possuem plano de saúde atualmente.

Entretanto, este número pode mudar radicalmente muito em breve. Isso porque, recentemente a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), divulgou que reajustes significativos devem acontecer para os servidores privados de saúde. Veja mais informações a respeito do reajuste no texto a seguir, e fique por dentro de tudo que está acontecendo.

Preços vão realmente aumentar? / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Veja comunicado mais recente da ANS

Para que a saúde do nosso país consiga operar de maneira efetiva, existem inúmeras organizações brasileiras responsáveis por realizar a fiscalização e manutenção dos provedores de saúde do Brasil. Uma destas instituições, é a Agência Nacional de Saúde Suplementar, a ANS.

A Agência Nacional de Saúde Suplementar, possui vínculo direto com o Ministério da Saúde do Brasil e como indicamos previamente, é organização reguladora. Sendo assim, foi incumbido à ANS, o dever de monitorar e regulamentar os serviços particulares de planos de saúde.

E foi justamente a ANS, o órgão responsável por um anúncio que causou muitas preocupações recentemente. O anúncio da Agência Nacional, faz referências aos lucros que o setor privado de saúde conseguiu obter durante o ano passado, em 2022. E infelizmente, como você já possa imaginar, os resultados não foram tão positivos como a Agência esperava.

De acordo com o relatório da Agência Nacional de Saúde Suplementar, não houve praticamente nenhum lucro no setor privado de fornecimento de saúde no ano passado. O que, segundo representantes da ANS, deixou o setor basicamente no “zero a zero”. O número ainda surpreende, pois nos últimos três anos o setor particular de saúde havia registrado números recordes em relação aos seus lucros.

Veja também: FGTS teve regras alteradas e trabalhadores já estão comemorando: saiba o que MUDOU!

O que isto significa para brasileiros?

Por conta dos resultados significativamente negativos, é muito provável que as provedoras particulares de saúde, realizem reajustes nas precificações nos planos que estas ofertam. Ou seja, a probabilidade é que cidadãos brasileiros que possuam planos de saúde, tenham que começar a pagar valores mais caros pelos serviços que já possuem.

De acordo com o diretor-presidente da Agência Nacional de Saúde Suplementar, Paulo Rabello, a situação é sim preocupante mas, que o setor privado já começa a demonstrar sinais de recuperação financeira. Segundo Rabello, diferentes operadoras particulares obtiveram diferentes resultados. Sendo assim, o aumento geral em valores não é algo garantido, justamente por conta dos desempenhos discrepantes.

Sendo assim, possíveis aumentos nos planos de saúdes deverão acontecer de acordo com a realidade financeira que cada operadora apresenta no momento. Ou seja, quanto mais “negativada” uma empresa fornecedora estiver, mais possível se torna um aumento maior em seus serviços. Ainda de acordo com o diretor-presidente, as maiores operadoras brasileiras foram as que mais sofreram com os resultados negativos.

Veja também: Brasileiros poderão receber NOVO CARTÃO da Caixa; tem dinheiro disponível!

Saiba como funciona a portabilidade de carência

O plano de saúde é algo de extrema importância para toda e qualquer pessoa do mundo. Isso porque, normalmente, é através de um plano que torna-se possível obter assistência médica de forma imediata, considerando os serviços disponíveis.

No entanto, ter um plano de saúde, apesar de muito benéfico, pode acabar custando muito caro. Esse é justamente o fato que impossibilita que grande parte dos cidadãos contem com um plano. Porém, o que muita gente não sabe é que dá para pagar menos para utilizar os serviços do plano.

Para melhor entender, trata-se da portabilidade de carência. Trata-se, portanto, do ato de contratar determinado plano, porém, sem que seja necessário cumprir com qualquer péoriodo de carência, seja de forma parcial ou temporária, considerando o plano de origem.

Assim sendo, aqueles que solicitam a carência podem contar com uma redução nos valores. Outro ponto importante é que todo contratante dos planos de saúde pode solicitar a portabiliade em questão. Para isso, faz-se necessário entrar em contato com a operadora responsável pelo plano e ofertar as condições específicas, bem como os documentos necessários.



Source link

Comentários