Casal se recusa abortar bebê com deformidade e vive milagre: “Não nos curvamos ao aborto”

Família Mundo Gospel Testemunho


Depois de receberem notícias preocupantes sobre a gravidez de seu terceiro filho, o casal cristão Benjamin e Lilly Dulany, dos Estados Unidos, decidiu entregar a vida do seu bebê nas mãos de Deus.

Com três meses de gestação, o médico da família informou que a criança apresentava complicações de saúde e nasceria com deformidades graves.

De acordo com o prognóstico, o bebê poderia nascer com paralisia cerebral grave. O mais provável era que ele nascesse sem cérebro e sem condições de sobreviver.

O casal procurou uma segunda opinião médica e ouviu o mesmo diagnóstico. Os dois médicos incentivaram os pais a abortarem o filho.

Benjamin, um pastor de jovens em Oregon, e Lilly enfrentaram o medo das más notícias e chegaram a brigar.

Certo dia, enquanto discutiam, Benjamin disse que o Senhor colocou a passagem bíblica de Daniel 3:17-18 em sua mente, que diz: “Se for esse o caso, nosso Deus a quem servimos é capaz de nos livrar da fornalha de fogo ardente, e Ele nos livrará da tua mão, ó rei. Mas, se não, fica sabendo, ó rei, que não serviremos a teus deuses, nem adoraremos a imagem de ouro que levantaste”.

Escolhendo confiar em Deus

A palavra de Deus acabou com a briga e deu uma nova perspectiva ao casal para a situação desafiadora.

“Mesmo que nosso filho vivesse apenas o tempo suficiente para segurá-lo, não nos curvaríamos ao espírito do aborto. Decidimos que estaríamos ancorados em Deus”, relatou o pai, ao AG News.

Após orarem juntos, Benjamin e Lilly receberam apoio de um casal de amigos. Adam e Kierra viajaram por duas horas até a casa da família e oraram por eles e pelo bebê no ventre.


Lily e Benjamin com sua família. (Foto: AG News).

“Ouvindo o que o primeiro médico lhes disse, tendo nossos próprios problemas de fertilidade e conhecendo o medo que vem com essas situações, senti Deus nos guiando na viagem”, declarou Adam.

“Nossos únicos pensamentos era orar quando o Espírito Santo nos pedir e, esperançosamente, trazer paz, esperança e conforto com essas orações”.

Isaque fez o médico rir

Lily e Benjamin encontraram um médico disposto a manter a gestação, em vez de interromper. 

Quando a mãe deu à luz, o médico assistente levou o bebê para a sala ao lado antes que os pais pudessem vê-lo. O casal foi surpreendido quando ouviu a risada do profissional.

O médico trouxe o bebê de volta e informou que ele estava completamente saudável, em um verdadeiro milagre. A criança não tinha nenhuma deformidade e não apresentava sinais de paralisia cerebral.

“Fiquei perplexo. Fiquei agradecido por tudo ter acabado”, disse Benjamin. Os pais deram ao menino o nome de Isaque, que significa “ele ri”. 

Hoje, com cinco anos de idade, segundo o pai, Isaque é a criança mais aventureira que já viu.



Source link

Comentários