“Deus abriu meus olhos para sua verdade”, diz ex-gay que encontrou Jesus

Mensagens


O cristão ex-gay Dane Erik. (Foto: Reprodução/Facebook/Dane Erik)
O cristão ex-gay Dane Erik. (Foto: Reprodução/Facebook/Dane Erik)

O ex-gay Dane Erik foi rejeitado quando criança por gostar de coisas de “menina”, mas atualmente, ele testemunhou que Jesus restaurou sua identidade.

“Lembro-me de pensar que, se eu fosse mulher, as pessoas me aceitariam”, disse Dane Erik.

Dane contou que as pessoas o influenciaram dizendo que ele havia nascido sendo homossexual, e então, deveria aceitar esses comportamentos.

No entanto, ele afirmou que abraçar o pecado não trouxe a felicidade que lhe prometeram.

“Fui ridicularizado regularmente e excluído dos grupos. Algumas meninas não queriam ficar perto de mim porque eu era um menino e os meninos não gostavam de mim porque eu era muito ‘afeminado’. Isso me fez chorar e me senti muito sozinho”, contou ele.

Dane informou que era “fascinado por mulheres e meninas”, pois elas lhe davam conforto e carinho que homens ou meninos não davam.

Tentando se encaixar

Querendo desesperadamente ser aceito no colégio, ele inventou que tinha uma namorada “para que as pessoas parassem de me assediar”.

A música, a arte e o cinema foram estratégias que ele adotou para lidar com a solidão que sentia.

Anos depois, ele se interessou pela psicologia que o ajudou a reconhecer:

“As palavras que foram ditas sobre mim, minha sexualidade e quem eu era se tornaram aquilo com que me identifiquei. Um falso rótulo de Satanás, e ele usou outros para reafirmar suas mentiras”.

“Deus esperou muitos anos para me curar do meu transgenerismo e do meu desejo de me envolver no estilo de vida gay, até que eu estivesse desesperado para mudar”, relembrou ele.

O ex-gay acredita que Deus usou todas as suas experiências para que ele tivesse empatia por todos os tipos de pessoas e mostrar aos outros o caminho para a liberdade.

A Palavra de Deus o libertou do engano

Atualmente, Dane tem 38 anos, e mora em Wisconsin, nos Estados Unidos. E contou que é um “homem de Deus”.

“Comecei a ler as Escrituras e isso me mostrou que Deus me amava e me procurou mesmo em minha confusão”, disse ele.

E continuou: “Eu lutava para entender minha identidade, até que me vi como Deus me criou”.

Hoje, Dane luta para que as pessoas não sejam influenciadas pela ilusão do diabo. Para ele, a cultura LGBT nunca é uma solução.

“O Senhor me revelou que minha verdadeira identidade era como filho de Cristo, depois de anos tentando me encaixar em algo que eu não era”, acrescentou ele.

Ele alertou: “O diabo fará qualquer coisa para distorcer a realidade e para fazer alguém se autodestruir se afastando de Deus. Eu me afastei de Jesus lentamente ao longo do tempo ao aceitar o que outras pessoas falavam”.

“Nunca deixe alguém forçá-lo a ser alguém que você não é, apenas para se encaixar, pois Deus o criou com esse gênero por uma razão”, concluiu ele.

Fonte: Guia-me com informações de God Reports



Source link

Comentários