Enfermeira americana e sua filha foram libertadas no Haiti, diz ministério cristão

Mensagens


A enfermeira americana Alix Dorsainvil é esposa de Sandro Dorsainvil, fundador e diretor da El Roi Academy and Institution Mixte Vwatizang Ayisyen Yo, um ministério cristão no Haiti. (Vimeo/ERH)
A enfermeira americana Alix Dorsainvil é esposa de Sandro Dorsainvil, fundador e diretor da El Roi Academy and Institution Mixte Vwatizang Ayisyen Yo, um ministério cristão no Haiti. (Vimeo/ERH)

Alix Dorsainvil, uma enfermeira de New Hampshire e sua filha, que foram sequestradas do campus do ministério de educação cristã, El Roi Haiti, em 27 de julho perto de Porto Príncipe, Haiti, foram libertadas, anunciaram funcionários da organização nesta quarta-feira.

“É com muita gratidão e imensa alegria que nós da El Roi Haiti confirmamos a libertação segura de nossa funcionária e amiga, Alix Dorsainvil e sua filha que foram mantidas como reféns em Porto Príncipe, Haiti. Hoje estamos louvando a Deus pela oração respondida!” Autoridades do El Roi Haiti disseram em um comunicado publicado em seu site.

A enfermeira americana se casou com o fundador do El Roi Haiti e graduado da Liberty University, Sandro Dorsainvil, em 2021, depois que ela começou seu papel como enfermeira escolar na organização em 2020. Ela também é uma cristã comprometida que começou a viajar para o Haiti em 2010. Durante seu cativeiro, o ministério a descreveu como alguém que “vive uma vida seguindo os passos de Jesus”.

No dia em que foi sequestrada, testemunhas disseram à Associated Press que Alix Dorsainvil estava ocupada cuidando de pacientes em uma pequena clínica quando homens armados emboscaram o local onde ela trabalhava e a levaram cativa.

Lormina Louima, uma paciente que aguardava um check-up, disse ao serviço de notícias que um homem puxou uma arma e disse para que ela ficasse calma.

“Quando vi a arma, fiquei com tanto medo”, disse Louima à AP. “Eu disse: ‘Não quero ver isso, deixe-me ir’.”

Membros da comunidade disseram que os sequestradores exigiram um resgate de US$ 1 milhão.

O Departamento de Estado dos EUA, que vinha trabalhando com colegas haitianos para garantir a libertação de Alix Dorsainvil e sua filha, não informou se o resgate foi pago.

“Não temos maior prioridade do que a segurança dos cidadãos americanos no exterior”, disse a agência. “Como você pode imaginar, esses indivíduos passaram por uma provação muito difícil, tanto física quanto mentalmente”.

El Roi Haiti disse que a libertação da esposa e filha de seu fundador também foi um testemunho da fidelidade de Deus e do poder da oração.

“Somos muito gratos por todos que se juntaram a nós em oração e nos apoiaram durante esta crise. ‘El Roi’ é um nome hebraico do Deus da Bíblia que significa ‘o Deus que vê’. É com essa visão que agora descansamos na verdade de Deus: ‘Em sua bondade, Deus os chamou para compartilhar de sua glória eterna por meio de Cristo Jesus. Assim, depois de sofreres um pouco, Ele te restaurará, sustentará e fortalecerá, e te colocará sobre um fundamento firme’ (1 Pedro 5:10)”, disse o ministério.

“Louvamos a Deus por Ele ter se mostrado fiel ao restaurar, apoiar e fortalecer Alix e sua família, o ministério de El Roi Haiti e a comunidade que Alix impactou – e continua a impactar – com seu ministério no Haiti.”

Folha Gospel com informações de The Christian Post





Source link

Comentários