Ex-ativista LGBT pode ser preso por testemunhar conversão e mudança

Entretenimento Mensagens


O ex-ativista LGBTQ+ Matthew Grech pode ser preso e enfrentar multas pesadas em Malta por testemunhar sua conversão e se afirmar como ex-gay.

De acordo com o site Faithwire, ele continua sua batalha no tribunal para continuar livre. Enquanto isso, tenta manter a fé e o direito de contar a sua própria história de vida.

Os  problemas legais começaram quando Grech compartilhou sua história de deixar o estilo de vida LGBTQ e encontrar Jesus com uma loja local em Malta.

Depois disso, ele foi convidado a dar uma entrevista à TV PMNews Malta sobre uma lei local que impede a chamada terapia de conversão. No programa, o ex-ativista falou sobre uma organização que apoia quem deseja mudar de vida e isso passou a ser um grande problema para ele.

Em Malta, desde 2016, é proibido tentar fazer uma pessoa LGBTQ+ mudar sua orientação. O país europeu determina multas e até prisão para quem “alterar, reprimir ou eliminar a orientação sexual, identidade de gênero e/ou expressão de gênero de uma pessoa”. Sendo assim, Grech pode ser penalizado por dizer que é um ex-gay.

Exibir Gospel /Leiliane Lopes

Comentários