Feliciano se retrata por dizer que ‘a Bíblia contém a Palavra de Deus’: ‘Falei asneira’

Palavra de Deus Política Vídeos

O pastor Marco Feliciano entrou em uma polêmica após um vídeo circular nas redes sociais expondo uma declaração sua durante uma pregação de que “a Bíblia contém a Palavra de Deus”. Diante dos questionamentos, o pregador veio a público reconhecer que errou e pedir desculpas.

“Alguns amigos me enviaram um recorte de um vídeo de alguns segundos onde eu me expressei muito mal. Acabei tentando construir um pensamento durante uma pregação e errei”, introduziu Feliciano.

O pastor da Assembleia de Deus Catedral do Avivamento disse que se surpreendeu ao ver o vídeo com a afirmação equivocada: “Eu até pensei que era uma montagem, quando assisti o vídeo. Mas não era, não. Era eu mesmo”.

“Há um ano atrás, num culto, tentando explicar sobre Deus falar em primeira pessoa na Bíblia, que as partes que Ele fala diretamente são curtas e incisivas, tipo ‘Eu sou o que sou; Eu faço; Eu estou contigo’, e que há textos bíblicos em que Deus não fala em primeira pessoa. Errei o raciocínio, falei uma asneira, uma besteira, uma idiotice, dizendo que a Bíblia não é, mas que ela contém a Palavra de Deus. Pior, gente: falei e nem percebi”, contextualizou.

Segundo Feliciano, seu erro não poderia ser minimizado, por isso adotou a postura de prontamente se desculpar: “Como ninguém, no momento, me deu um toque ou me questionou, passou batido. Isso foi há um ano atrás. Quem fala todos os dias, como eu, não está livre de deslizes. E quem desliza, tem que se desculpar. Por isso eu peço desculpas. Foi um erro que passou despercebido”.

“Eu creio, ensino e prego há mais de 30 anos o que está escrito em II Timóteo, 3:16: ‘Toda a Escritura é divinamente inspirada e proveitosa para ensinar, para repreender, para corrigir, para instruir em justiça’. Deus fala em primeira pessoa poucas vezes, mas em todas as demais vezes Ele fala através dos Seus servos, inspirados por Ele. E não há espaço para dúvida. A Bíblia é a inerrante Palavra de Deus”, reiterou.

O pastor Elizeu Rodrigues elogiou a atitude do colega de ministério e denominação: “Reconhecer que errou é mais do que assumir a culpa, é a prova de que um homem com tanta experiência ainda possui um coração aprendiz. Parabéns e obrigado Marco Feliciano”.

 

Comentários