Homem que inspirou “Sound of Freedom” alerta para ataque contra crianças

Destaques Filmes


Tim Ballard, o sujeito da vida real que inspirou o filme de sucesso “Sound of Freedom”, está absolutamente impressionado com os US$125 milhões que o filme já arrecadou nas bilheterias. O ex-agente do governo dos EUA, que deixou seu emprego para resgatar crianças do tráfico humano vê diversas tendências preocupantes no momento que envolvem crianças.

“Acho que vivemos em uma época em que as crianças estão sendo esquecidas. As crianças estão extremamente vulneráveis agora. As crianças estão sob ataque. As crianças estão sendo feridas de várias maneiras. Acredito que as pessoas sentem isso. Acredito que isso tem um contexto de guerra espiritual, e as pessoas também sentem isso”, disse Ballard.

Desse modo, ele acredita que conteúdo adulto está sendo direcionado às crianças, incluindo a ideologia transgênero. Com as leis de consentimento sendo flexibilizadas e alteradas para acomodar a questão transgênero, ele está preocupado com o impacto que isso pode ter na sexualização das crianças.

Além disso, Ballard acredita que “Sound of Freedom” expõe o mal e traz muitas dessas questões à tona, atraindo atenção para a importância de combater o tráfico humano. Quanto àqueles que descartam o filme como sendo “próximo do QAnon” e outras críticas desse tipo, Ballard disse que os veículos de mídia que perpetuam esses temas estão mentindo.

“Essas pessoas que se manifestam contra o filme estão mentindo sobre ele, e eles sabem disso. Qualquer pessoa que assiste ao filme sabe que não há nada de QAnon ou ‘próximo do QAnon’”, disse ele.

De acordo com Faith Wire, explicando como “Sound of Freedom” ficou guardado por anos depois de ser arquivado pela Disney antes de encontrar uma casa com os Angel Studios, Ballard fez um ponto importante: o filme foi feito muito antes de alguém usar amplamente o título QAnon.

Por fim, ele revelou que ainda está em contato com as crianças retratadas sendo resgatadas no filme e fica chocado com o fato de alguém ter problemas com suas histórias sendo contadas. Ballard disse que está orando para que “Sound of Freedom” ajude a parar o tráfico humano, ao lançar luz sobre a questão. Ele acredita que a conscientização leva ao entendimento.

“Eles são jovens adultos agora. Em breve, vamos trazê-los para os Estados Unidos para fazer uma cúpula, e convido todos os críticos, venham conversar conosco. Eu adoraria ouvi-los dizer às crianças que suas histórias não merecem ser contadas. Quero que as crianças parem de sofrer. Por meio de diferentes organizações das quais fiz parte vi tanta dor. Quero que isso pare, e vamos usar o poder deste filme”, concluiu.



Source link

Comentários