Jotta A afirma que teve relações com pregadores enquanto era cantor gospel

Mensagens


O ex-cantor gospel Jotta A, que agora é “mulher trans” e mudou o seu nome para Ella Viana, voltou a chamar atenção dos evangélicos ao revelar que, no passado, manteve relações homossexuais com supostos líderes cristãos, enquanto ainda cantava nas igrejas.

Ella Viana contou que também presenciou o uso de drogas, como cocaína, por parte de alguns líderes evangélicos conhecidos.

“Já presenciei um líder religioso altamente reconhecido usando cocaína. Vi muitos pastores terem amantes e também fiz essas coisas”, disse ela.

A declaração foi feita para o jornal Folha de S. Paulo, no qual revelou que o lema era faça, mas faça meio escondido”.

Desde que saiu do gospel e se assumiu transgênero, Jotta A também passou a demonstrar interesse de se tornar adepto do candomblé, religião de matriz africana.

Durante uma entrevista ao podcast Pod Dar Prado, o ex-gospel revelou que a sua família, por parte de mãe, já tinha ligação com o candomblé, antes de mudar para a religião cristã evangélica.

“Eu sempre tive essa vontade de me reconectar a essa força, e aí eu comecei a ir no Candomblé, tipo, foi a coisa mais incrível que aconteceu na minha vida”, disse.

Vale recordar que, em 2015, viralizou nas redes sociais imagens de Jotta A diante de uma oferenda. Na época, o cantor e sua assessoria negaram a veracidade do conteúdo, dizendo que se tratava de uma montagem.





Source link

Comentários