Jotta A diz que teve relações com vários pregadores antes de se assumir mulher

Destaques Mensagens


Jotta A agora se chama Ella. O ex-cantor gospel passou pela transição de gênero, colocou próteses de silicone e cabelos longos. Unhas compridas e maquiagem completam a nova identidade visual.

Em entrevista à Folha de São Paulo, a cantora tenta desmoralizar o segmento que o deu projeção internacional, acusando pastores de usar drogas, ter amantes e afirma ter se relacionado com muitos deles.

“Já presenciei um líder religioso altamente reconhecido usando cocaína. Vi muitos pastores terem amantes e também fiz essas coisas. O lema era ‘faça, mas faça meio escondido’”, declara Ella.

Em outra parte da entrevista, a artista afirma que quando era menino, se relacionou sexualmente com muitos líderes que condenavam a prática nos púlpitos, mas que também são homossexuais.

O ex-cantor gospel ganhou projeção nacional ainda na infância, ao participar do Programa Raul Gil. No auge da carreira, assinou contrato com a Central Gospel Music e chegou a ser indicado ao Grammy Latino.

Hoje, ela não se assume mais cristã, e revelou que hoje ama o candomblé, religião de muitos parentes seus por parte de mãe. Ella revelou inclusive que começou a andar nos terreiros, e que isso foi a coisa mais incrível que aconteceu em sua vida.

Exibir Gospel / Leiliane Lopes

Comentários