Justiça afasta pastor da presidência da Assembleia de Deus

Mensagens


Martelo da justiça
Martelo da justiça

O pastor Gilson Campos, da Igreja Assembleia de Deus de Taguatinga (ADTAG), no Distrito Federal, perdeu definitivamente a presidência da denominação.

A Juíza de Direito, Lívia Lourenço Gonçalves, da 4ª Vara Cível de Taguatinga, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), julgou procedentes, no dia 30 de março, os pedidos formulados na inicial e declarou nula a eleição, nomeação e posse do pastor Gilson Ferreira Campos como presidente da Igreja Assembleia de Deus de Taguatinga.

“Desse modo, a partir de todas as declarações e conteúdos probatórios apresentados nos autos, e tendo em conta que a parte ré não logrou cumprir o seu encargo processual, limitando-se a sustentar exaustivamente a regularidade de seus atos, pela não observância de todas as regras contidas em seus estatutos, nula é a Assembleia Geral Extraordinária realizada na data de 27/03/2016 para a eleição, nomeação e posse do Pastor Gilson Ferreira Campos”, diz trecho da sentença.

A juíza determinou ainda o imediato afastamento do pastor Gilson Campos do cargo de presidente da ADTAG e a recondução dos dirigentes anteriores à eleição.

“Por consequência, no propósito de se manter a lisura no procedimento de eleição eclesiástica, determino o afastamento do Sr. Gilson Ferreira Campos determino o afastamento do Sr. Gilson Ferreira Campos do cargo de Presidente da ADTAG do cargo de Presidente da ADTAG, bem como a recondução dos dirigentes anteriores à eleição realizada na data acima especificada, cuja impossibilidade deverá ser justificada nos autos, a fim de permitir a substituição individualizada de cada um, pelo membro respectivo mais antigo”, determinou a juíza.

Pastor Gilson Campos perdeu a presidência da Assembleia de Deus de Taguatinga após decisão judicial (Foto: Reprodução/YouTube)
Pastor Gilson Campos perdeu a presidência da Assembleia de Deus de Taguatinga após decisão judicial (Foto: Reprodução/YouTube)

O presidente será o pastor Alberone de Almeida e os vice-presidentes serão o pastor Antonio Camboim de Souza, Helio Pereira de Novais e Luiz Alves dos Santos.

O primeiro-secretário será o pastor Antônio Neves da Silva, o segundo-secretário será o pastor Carlos Roberto Trindade e o terceiro-secretário será o pastor José Airton da Silva. Os dois tesoureiros serão, respectivamente, o pastor Viano Angela Princima e Raimundo José Leal Neto.

A juíza ainda determina que os dirigentes reconduzidos devem convocar uma nova Assembleia Geral para a eleição de um novo presidente da ADTAG no prazo de 90 (noventa) dias a partir da publicação da sentença.

Leia a íntegra da sentença aqui.

Fonte: Donny Silva e Fuxico Gospel





Source link

Comentários