Marcha para Jesus chega na sua 16ª edição no Rio de Janeiro

Mensagens


Marcha Para Jesus 2023 no Rio de Janeiro. (Foto: Pleno News)
Marcha Para Jesus 2023 no Rio de Janeiro. (Foto: Pleno News)

A 16ª edição da Marcha para Jesus no Rio de Janeiro lotou a Marquês de Sapucaí – espaço também conhecido como o sambódromo da cidade – neste sábado (19). O evento idealizado pelo Conselho de Ministros Evangélicos do Rio de Janeiro (Comerj), instituição presidida pelo pastor Cláudio Duarte, trouxe como tema a “liberdade de expressão”.

O ponto de encontro foi na Avenida Presidente Vargas, na altura da Avenida Passos, e seguiu até a Praça da Apoteose, onde um palco estava armado em uma bela produção de som e luz, garantindo mais de seis horas de louvor e adoração.

Estavam previstas ao menos 21 atrações no palco principal. a Marcha para Jesus do Rio de Janeiro reuniu os mais variados ritmos nesta grande festa da música gospel e, também, da consciência da cidadania cristã. Além dos já tradicionais, como a adoração, o pentecostal, o pop e o rock, o evento trouxe ainda o samba, pagode, forró e até mesmo o trap e a música eletrônica.

Atrações

O trap foi representado pelos cantores Nesk Only e Brunno Ramos. Também estará presente o DJ Marcelo Araújo, que participou da Marcha do ano passado. Na estrada desde 1998, juntamente com o Ministério Gospel Night, ele anima eventos com o melhor da música eletrônica.

O eventou contou com as apresentações de Waguinho, integrantes do ministério da Assembleia de Deus Vitória
em Cristo (Advec) no Recreio dos Bandeirantes, e do cast da Central Gospel Music. E diretamente do Pará, no ritmo
do forró, a Banda Som e Louvor, liderados por Jedson Aguiar.

A Marcha recebeu, também, a cantora Maria Marçal, que viralizou no YouTube com o cover da canção Deserto, de Arianne, que atingiu mais de 250 milhões de visualizações. Contratada pela MK Music, ela repetiu o feito com as músicas inéditas Deixa e Enquanto a Igreja Ora.

Diretamente de Minas Gerais, o cantor Eli Soares participou do trio elétrico conduzindo a multidão até a Marquês de Sapucaí. Também marcaram presença: Apascentar Music, Arthur Callazans, Cassiane, Comunidade Evangélica Internacional da Zona Sul, Lagoinha Worship, Lukas Agustinho, Marcus Salles, Midian Lima, Ministério Nova Jerusalém, Ministério Sarando a Terra Ferida, Projeto Vida Nova de Irajá, Samuel Messias e Sarah Beatriz.

A Marcha Para Jesus do Rio de Janeiro também abriu espaço para novos talentos, como o cantor Dan Nascimento, responsável pela abertura do evento no ano passado.

Silas Malafaia

Sempre presente nas edições do evento no Rio de Janeiro, o pastor Silas Malafaia fez uso de seu pronunciamento na celebração para despertar a consciência política dos cristãos e alertar para as ameaças que a Igreja vem sofrendo através de ideologias liberais e progressistas que articulam para promover ações contrárias aos valores bíblicos.

– Se suprimir a liberdade de expressão é a porta para suprimir a liberdade religiosa. Como é que eu vou expressar a minha religião se a liberdade de expressão está sendo cerceada? O jogo é mais perigoso do que você pensa. Ao cercear a liberdade de expressão, podem cercear qualquer outra liberdade – observou o pastor em entrevista ao Pleno.News na 16ª edição da Marcha para Jesus do Rio de Janeiro.

Fonte: Pleno News



Source link

Comentários