O racismo e o anti semitismo de Kanye West continuam a todo vapor

Notícias de Israel


Kanye West não para de se enfurecer: ontem (terça-feira) o rapper foi entrevistado para o programa do canal de extrema direita “Censored.TV” e voltou a expressar antissemitismo ao pedir ao povo judeu que “perdoasse Hitler”.

“Você não pode me dizer quem amar e quem não amar”, disse West, referindo-se à entrevista anterior, na qual afirmou que gostava do opressor nazista. “Você não pode impor sua dor a todos. Judeus, perdoem Hitler hoje. Soltem-se. Soltem-se. Parem de impor isso a outras pessoas.”

Durante a entrevista com Gavin McKains, West também disse que “os judeus deveriam trabalhar para os cristãos. Vou contratar um judeu assim que souber que eles não são espiões e posso olhar para o telefone deles e ter uma câmera em sua sala de estar. “

West, que novamente apareceu mascarado, observou durante a entrevista: “Criamos nossa reputação como sendo feita pelos judeus. Mas parte dela é imprecisa. Além disso, o Holocausto não é o único Holocausto, então eles podem pegar isso e afirmar que têm o direito de discriminar agora. É genocídio. É um holocausto com o qual estamos lidando agora. Os judeus controlam a maior parte da mídia junto com os bancos, imóveis e shoppings.” Em seguida, o rapper disse que “os judeus podem controlar a narrativa. A história é escrita pelos vencedores.”

Apenas no início do mês, West disse em entrevista que “vê coisas boas em Hitler”. Durante um programa em outro canal associado à extrema direita nos EUA, West disse: “Eu amo todo mundo e os judeus não vão me dizer: ‘Você pode nos amar, o que fazemos com os contratos e o que fazemos quando empurrar pornografia’.”

Na ocasião, o rapper também zombou de Benjamin Netanyahu. West imitou Netanyahu quando ele falou com uma voz estridente. Quando o anfitrião perguntou a West se ele não gostava do primeiro-ministro indicado, West respondeu: “Ouvi falar desse homem pela primeira vez na minha vida há duas semanas, quando ele twittou contra mim.”





Source link

Comentários