É verdade que o WhatsApp ESPIONA seus usuários? Descubra de uma vez por todas

Notícias


Vira e mexe, alguns aplicativos são acusados de espionagem por usuários e até governos, como ocorreu com o TikTok recentemente. Nesta linha, um engenheiro do Twitter informou há algum tempo que descobriu que o WhatsApp, um dos aplicativos de mensagem mais populares do Brasil, estaria ouvindo suas movimentações pelo microfone.

Se você está curioso para saber mais sobre essa polêmica e, principalmente, se ela é verídica, continue acompanhando a matéria adiante e fique por dentro da confusão.

O WhatsApp recebeu acusações recentes de espionagem, mas será verdade? Entenda!
O WhatsApp recebeu acusações recentes de espionagem, mas será verdade? Entenda! / Crédito: @jeanedeoliveirafotografia / pronatec.pro.br

Afinal, o WhatsApp espia seus usuários?

Uma das medidas de segurança mais famosas do WhatsApp é a criptografia de ponta a ponta, recurso que o aplicativo leva bastante a sério. Basicamente, ela faz com que somente o usuário e seus contatos tenham acesso às mensagens que enviam. Teoricamente, nem mesmo a empresa consegue saber o que se passa nos chats.

Entretanto, um engenheiro do Twitter publicou na rede social há pouco tempo que havia descoberto que o mensageiro trabalha em segundo plano no seu celular. Com isso, ele teria a capacidade de gravar áudios mesmo quando não está sendo utilizado. A declaração gerou uma grande polêmica e o engenheiro, inclusive, chegou a publicar capturas de tela para provas que o aplicativo fica ativo.

Segundo o engenheiro, a gravação em segundo plano estaria ocorrendo por um período de até 26 minutos. Por sua vez, Yann LeCun, que é o cientista-chefe de inteligência artificial da Meta, empresa responsável pelo WhatsApp, Instagram e Facebook, esclareceu que o problema identificado pelo usuário se deve a um bug específico do Android. Ou seja, segundo a empresa, o mensageiro está livre de possíveis espionagens.

Veja também: 2 NOVOS recursos liberados pelo WhatsApp: veja como ativar e aprenda a usar

Debate sobre a privacidade do app

Basicamente, a declaração da Meta de que o mensageiro não escuta usuários através do microfone trouxe alívio a alguns usuários que estavam mais preocupados com a possibilidade. Entretanto, a discussão sobre a possibilidade de espionagem por parte dessas plataformas continua acesa.

Ademais, não é de agora que o mensageiro recebe acusações deste tipo. Aos usuários, a Meta esclareceu que o recurso de gravação de voz só se ativa quando os usuários utilizam alguma ferramenta que necessita dela, como é o caso de envio de áudios ou gravação de vídeos.

Ao afirmar que o problema tem relação com o Android, a empresa praticamente jogou a “bomba” no colo de outra. Até o momento, o Google não se pronunciou sobre o possível erro, que foi detectado pelo engenheiro em um aparelho Pixel. Resta aguardar alguma movimentação para saber se mais pessoas estão passando por esse problema ou se foi um caso isolado.

A saber, a privacidade online é uma das pautas mais importantes da atualidade, visto que estamos cercados pela tecnologia o tempo todo. Apesar de a história da suposta espionagem do WhatsApp ter sido esclarecida, é importante lembrar que não se deve compartilhar informações específicas com qualquer pessoa nas redes.

Veja também: Entenda porque a nova função do WhatsApp está gerando uma POLÊMICA entre os usuários



Source link

Comentários