“Os cristãos perderam o zelo por ganhar almas para Cristo”, alerta evangelista

Mundo Gospel



Será que a ideia do arrebatamento tornou os cristãos mais preguiçosos em relação ao evangelismo? De acordo com o evangelista Mario Murillo, sim.

“A ênfase excessiva no arrebatamento mostra que a Igreja pode ser levada para o céu a qualquer momento e, francamente, parece que essa ideia deixou os cristãos apáticos e até preguiçosos”, disse conforme o Charisma News.

“Eu acredito no arrebatamento, mas eu acho que devemos agir como se fôssemos ficar aqui por mais mil anos”, continuou. 

‘Muitos perderam o zelo por ganhar almas’

Conforme o evangelista, não é só o arrebatamento que tornou os cristãos mornos: “Muitos crentes perderam parte de seu zelo por ganhar almas para Cristo ou por profetizar a verdade de Deus”.

Murillo lembrou da profecia de Joel, onde diz que o Espírito seria derramado sobre os filhos e as filhas de Deus e que eles profetizariam: “Pessoalmente, não acredito que tenhamos visto isso ainda”. 

Para o pastor, os EUA estão à beira de um avivamento entre os jovens. “E isso será ‘muito assustador’ porque o inimigo falsificou o dom profético e tornou os crentes imunes a ele”. 

‘O analfabetismo bíblico é galopante’

O evangelista diz que, por conta desse esfriamento, ele e sua equipe estão visitando os campi universitários: “É onde o despertar da América vai acontecer. E vai ter uma intensidade porque a paixão natural da juventude vai se manifestar de maneira incrível”.

Murillo explica, porém, que antes que isso aconteça, a juventude da América deve redescobrir a verdade. “A Bíblia não é ensinada nas escolas, então o jovem cristão não entende a verdade essencial do Evangelho, a Trindade, a segunda vinda de Cristo, o processo de santificação e a inerrância das Escrituras”, listou.

“O analfabetismo bíblico é galopante, mesmo na igreja. A Bíblia nos alerta para estarmos prontos para dar uma resposta sobre a esperança que está dentro de nós”, continuou.

“Mas eles não estão ensinando a verdade, versículo por versículo, a verdade bíblica doutrinária. Mesmo assim, os jovens são fascinados pela verdade e a querem. Mas são seduzidos por algo que é deixado de lado”, disse ainda.

‘Precisamos descobrir o verdadeiro dom da profecia’

O evangelista aponta ainda para mais um fator preocupante: “Não buscamos com integridade o sobrenatural. Para cada falso profeta que vemos correndo por aí, há outro pregador dizendo que a profecia não é para hoje”.

“Precisamos descobrir o verdadeiro dom de profecia, discernimento, expulsão de demônios. Aqui está o que Paulo disse: ‘A respeito dos dons espirituais, não quero que sejais ignorantes.’ Nós não temos essa paixão”, lamentou. 

“Existem certas denominações cheias do Espírito onde um grande número de seus pastores nem mesmo oram em línguas e nunca foram batizados no Espírito Santo. Nós ignoramos as línguas, ignoramos os dons do Espírito”, apontou. 

“Isso abriu a porta para todas essas pessoas que são excêntricas e são extremistas na hora de atacar nas mídias sociais. Elas não estão sob nenhum tipo de integridade ou autoridade, e estão esfolando o rebanho”, disse também.  

O evangelista disse que acredita que os cristãos devem retornar à integridade espiritual, à verdade e à submissão à Palavra e à autoridade de Deus: “É a única maneira de seguirmos em frente e na expectativa de entrar na glória de Deus”, concluiu.



Source link

Comentários