Papa Francisco diz que mulheres transexuais são “filhas de Deus”

Destaques Mensagens


O papa Francisco demonstrou mais uma vez sua contínua abertura e apoio à comunidade LGBTQIA+ ao reafirmar, em uma entrevista à revista espanhola Vida Nueva, que as transexuais também são “filhas de Deus”. O líder da Igreja Católica compartilhou um emocionante relato sobre o encontro que teve com um grupo de mulheres transexuais no Vaticano, antes de sua viagem a Portugal para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ).

A entrevista, concedida ao repórter da Vida Nueva e divulgada na sexta-feira (4) pela agência italiana Ansa, trouxe à tona o compromisso do papa com a inclusão e o respeito por todas as pessoas, independentemente de sua identidade de gênero. Francisco descreveu como se sentiu profundamente emocionado ao receber as transexuais, que saíram do encontro visivelmente tocadas e agradecidas, como se ele tivesse realizado algo excepcional por elas.

“Elas saíram chorando e agradecendo, como se eu tivesse feito algo excepcional por elas. Mas a verdade é que todas são filhas de Deus, e Ele as ama do jeito que são”, enfatizou o papa.

O líder religioso também destacou a importância de seguir os ensinamentos de Jesus, que pregava a não imposição de limites e a prática do amor incondicional. Em seu discurso, Francisco ressaltou a necessidade de a Igreja Católica continuar sendo uma instituição aberta e acolhedora, acolhendo todos os fiéis, independentemente de sua orientação sexual ou identidade de gênero.

Este não é o primeiro momento em que o papa Francisco expressa seu apoio à comunidade LGBTQIA+. Em um podcast oficial do Vaticano no final de julho, ele respondeu a uma pergunta de uma pessoa transexual afirmando que “Deus nos ama como somos”, reforçando seu compromisso com a aceitação e a inclusão.

Exibir Gospel / Leiliane Lopes

Comentários