Pastor pede oração por Donald Trump: “Perseguição política é anti-americana”

Mensagens


O ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi levado a um tribunal em Nova York para uma audiência. Ele é acusado de subornar uma atriz pornô com quem teria mantido um caso durante as eleições de 2016.

A expectativa da imprensa era que o empresário fosse preso nesta terça-feira (4), mas não aconteceu.

O pastor Sean Feucht, eleitor de Trump, fez uma publicação nas redes sociais para denunciar a perseguição política que acontece nos Estados Unidos contra os conservadores.

“Perseguição política é anti-americana e má. Não é quem nós somos. Nações corruptas transformam o sistema judicial em armas contra adversários políticos. Mas não fazemos isso aqui na América. Este é um dia vergonhoso na história das nossas nações. Rezem pela América que está tão dividida”, escreveu.

O pastor ainda pediu orações a Trump e a todos os envolvidos neste caso. O político é alvo de 34 acusações. Se for condenado, ele pode pegar até 136 anos de prisão.

“O Presidente Trump não é de modo algum perfeito, mas ama o nosso país e está a dar tudo para o proteger. Eles odiaram-no e conspiraram para este momento desde o dia em que ele anunciou [que é candidato]”, revelou Sean Feucht.

Exibir Gospel /Leiliane Lopes

Comentários