Portas Abertas vê oportunidade de evangelismo após terremoto na China e pede orações

Destaque Mensagens


Um terremoto na China, com 5,4 graus de magnitude foi registrado durante o último domingo, 06 de agosto, deixando um rastro de prédios destruídos e 21 feridos. Diante da tragédia, a situação dos cristãos na província de Shandong pode se tornar ainda mais difícil.

As informações sobre o terremoto indicam que houve 52 tremores secundários após o terremoto inicial, o que resultou em pelo menos 74 casas danificadas e alguns prédios que desmoronaram.

De acordo com a Missão Portas Abertas, o terremoto e os abalos secundários “geraram medo e insegurança na nação que é o 16° país da Lista Mundial da Perseguição”, um documento da entidade que monitora o grau de hostilidade aos cristãos em dezenas de países ao redor do mundo.

A imprensa internacional reproduziu o relato de um morador da província que disse que “durante o terremoto, minha cabeça tremia no travesseiro, achei que estava tendo um pesadelo”.

O tremor abalou cidades em um raio de 800 km do epicentro, em Dezhou, na província de Shandong, atingindo cidades importantes, como Xangai e a capital Pequim.

“Até agora, não foi confirmado se havia cristãos entre as vítimas ou se algum dos prédios destruídos eram templos ou igrejas secretas. Contamos com suas orações pela Igreja Perseguida na China e pelas vítimas do terremoto”, diz nota enviada pela assessoria de imprensa da Portas Abertas.

“Ore para que as equipes de resgate possam achar rapidamente as vítimas e prestar o socorro de que precisam. Interceda pelas pessoas que ainda estão assustadas e inseguras pela possibilidade de novos tremores. Peça a Deus para que os cristãos perseguidos na China compartilhem esperança e amor em Cristo nesse momento de crise”, acrescenta o comunicado, indicando a oportunidade de evangelismo.

(function(d, s, id) {
var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0];
if (d.getElementById(id)) return;
js = d.createElement(s); js.id = id; js.async = true;
js.src = “//connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.8&appId=297019197061979”;
fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);
}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Comentários